terça-feira, maio 16, 2006

Na República Das Bananas Somente a Imoralidade Não Paga Imposto

O preço do petróleo não cessa de aumentar, facto aproveitado pelas maiores gasolineiras a operar em território nacional para, também elas, aumentarem os preços de venda ao público. Estranho será o facto de os mesmos caminharem de mãos dadas, algo somente possível num país desprovido de autoridade capaz de garantir um mercado não oligopolizado. Como tal não existe na ocidental Lusitânia, a especulação nos preços do fuel vai ao extremo de as gasolineiras subirem prontamente o preçário da gasolina e gasóleo mal o barril do petróleo encarece nos mercados internacionais, ainda que o fuel que até meados de Agosto continuará a ser comercializado em Portugal tenha sido comprado lá fora faz meses e a preços inequivocamente menores. Por azar, como também por São Bento se lucra deste assalto ao consumidor, não será expectável qualquer intervenção governamental.
Sócrates, refira-se, foi à Assembleia da República enfatizar a premência de ser assegurada a sobrevivência da Segurança Social por intermédio da penalização das reformas (aumentar a carga fiscal sobre as empresas e a banca é hipótese excluída pelos socialistas, já que o povo ainda tem muito por onde ser espremido). Ora, caso o despudor e a imoralidade não sejam suficientes, na mesma semana em que o Governo solicitou mais sacrifícios aos mesmos de sempre soube-se que somente este ano já entraram nos serviços da Segurança Social mais de centena e meia de pedidos de reforma concernentes a funcionários públicos que auferirão pensões ditas milionárias (a rondar os quatro mil euros).
Para ser tida uma melhor noção de como são delapidados os fundos públicos e de como a justiça neste país também não abunda no referente à distribuição do bolo da riqueza produzida, bastará atentar-se no que há dias publicou o matutino Correio da Manhã. Dispensando-se mais palavras, proceda-se a uma transcrição fidedigna: «Pensões chorudas no Estado: em Maio, 44 aposentados vão passar a receber mais de 3500 euros por mês. Carlos Eduardo Marques, um especialista de pessoal dos Correios de Portugal, é o reformado da Caixa Geral de Aposentações de Maio com a pensão mais alta: 6463 euros. Uma diferença de apenas 692 euros em relação ao salário do Presidente da República [...]. das Forças Armadas ao Ministério da Justiça, passando pelas empresas públicas e sociedades anónimas, somam-se as pensões milionárias. Entre elas a do juiz-conselheiro do Conselho Superior de Magistratura, José Almeida, no valor de 5748 euros, a do professor catedrático do Exército, António Cadete, que atinge os 4558 euros e a do chefe de Serviço de Cardiologia, Horácio Romano, de 4812 euros. [...] nos últimos cinco anos o número de beneficiários da CGA com uma reforma mensal superior a quatro mil euros quase triplicou, passando de 1002 pessoas em 2000 para 2681 em 2004. [...] em 2005 houve mesmo pensionistas com reformas superiores ao salário do Presidente da República. Foi o caso de uma técnica especialista do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Vera Maria Nazareth, com 7327 euros de pensão e do vice-cônsul Hermenegildo Golçalves com uma reforma de 7284 euros». Santa moralidade...



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?